quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Lançamento - Reparos, nova HQ de Brão Barbosa


O autor de Jesus Rocks e Feliz Aniversário, Minha Amada, Brão Barbosa, acaba de lançar o álbum Reparos (formato 19 x 27,5 cm, 84 páginas, R$ 35,00). A HQ, que mistura aventura e drama, conta a trajetória de Eunice, uma menina curiosa que acaba encontrando a amizade de uma forma inesperada.
A obra tem inspiração em um momento da vida do autor: “É uma história muito pessoal, algo que realmente mexia comigo durante o desenvolvimento, porque é baseada no relacionamento com meu avô”, comenta Brão Barbosa.
Guilherme Briggs, ator e dublador, assina o texto da quarta capa: “Fui tocado profundamente por emoções que me transportaram pra minha infância. Na imagem exótica do senhor Ravid, eu vi meu saudoso pai, que era uma das pessoas mais criativas e divertidas que conheci, meu grande amigo de bagunças e descobertas”.
Reparos foi contemplada no edital ProAc 2016. Além da HQ, no site do autor, é possível escutar um podcast que conta o processo de produção da obra e reúne entrevistas com diversos artistas que comentam seus próprios métodos de trabalho.
Para outras informações e para adquirir Reparos, clique aqui. Fonte: UniversoHQ

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Lançamento - Revista Mestres do Terror - HQB


Está à venda a 67ª edição da revista em quadrinhos Mestres do Terror, com muitas estreias, incluindo personagens inéditos.  Confira abaixo.
Roteirizada por Lillo Parra, Anya, a Filha de Drácula, desenhada por Laudo Ferreira, apresenta a caçula das descendentes do senhor dos vampiros.
A Coisa do Tietê, desenhada por Will Sideralman, mostra o triste destino de um homem transformado nas águas do poluído rio. Greifo explora a maldição de um licantrope em O Amuleto. A edição ainda traz o Monstro de Frankenstein, por Raul Galli, e uma HQ clássica de Rodolfo Zalla.
Além disso, uma vampira ataca em Curitiba desde maio, e ela concedeu uma entrevista exclusiva para Mestres do Terror, para falar de suas pretensões, hábitos, vítimas e caçadores.
Nas seções, o tradicional correio, capa clássica, comentários de outras edições, a escritora Celly Borges inaugura sua coluna de resenhas de livros fantásticos, além da página de bastidores do projeto de relançamento das revistas da antiga editora D-Arte.
Mestres do Terror é editada por Daniel Saks, tem 48 páginas e preço de capa de R$ 15,00. Pode ser encontrada em lojas especializadas e pontos de vendas pelo Brasil, O título também pode ser solicitado na página do Facebook e pelo e-mail revistacalafrio@gmail.com. Fonte: UniversiHQ. Emt Cultura

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Netflix - O Matador - Filme Brasileiro


Primeiro longa-metragem produzido no Brasilpela NetflixO Matador já tem data de estreia: 10 de novembro. O Filme Netflix, criado e dirigido por Marcelo Galvão, estará disponível em todos os territórios onde o serviço está presente. Parte da seleção oficial do Festival de Gramado, onde venceu os prêmios de Melhor Fotografia e Melhor Trilha SonoraO Matador também ganha seu primeiro trailer e pôster, que destacam a saga de Cabeleira, vivido pelo ator português Diogo Morgado.
O filme, um faroeste ambientado entre as décadas de 1910 e 1940, conta a história de Cabeleira(Diogo Morgado), um temido matador do estado de Pernambuco. Cabeleira, criado por um cangaceiro local chamado Sete Orelhas (Deto Montenegro), cresce no sertão completamente isolado da civilização. Já adulto, ele finalmente vai à cidade para procurar o agora desaparecido Sete Orelhas e acaba encontrando uma cidade sem lei.
Com um elenco multicultural, O Matador apresenta, ainda, Maria de Medeiros (O Quarto Proibido; Pulp Fiction: Tempo de Violência), Etienne Chicot (O Código Da Vinci; Expresso Transiberiano), Will Roberts (Não Se Aceitam Devoluções; Last Man Standing), Igor Cotrim (Elvis & Madonna; Chamas da Vida), Daniela Galli (Colegas; Paraíso Tropical), Thaila Ayala (Mais Forte Que O Mundo; (Des)Encontros), Paulo Gorgulho (O Rico e o Lázaro; Pantanal), Marais Descartes (2 Coelhos, Trabalhar Cansa), Nill Marcondes (A Frente Fria que a Chuva Traz; O Homem do Ano), Maytê Piragibe (Os Dez Mandamentos – O Filme; Cidade dos Homens) e Mel Lisboa (Os Dez Mandamentos – O Filme; Presença de Anita).
Além de investir no cinema nacional, a Netflix vem abrindo espaço para produções brasileiras no humor – com os especiais de comédia de Felipe Neto, Marco Luque e Clarice Falcão – e para documentários como Laerte-se. Primeira série nacional da Netflix, 3% tem sua segunda temporada anunciada para 2018, assim como as novas séries brasileiras O Mecanismo e Samantha!.
Sobre o Press Release. Fonte: ZineBrasil

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Prêmio Jaboti - Histórias em Quadrinhos Finalistas


Prêmio Jabuti, a mais tradicional premiação literária do Brasil, divulgou nesta última terça-feira a lista com os finalistas em cada uma das suas categorias. Como o Universo HQ informou, este ano o prêmio incluiu pela primeira vez a categoria História em Quadrinhos. Confira os selecionados:
Bulldogma, de Wagner Willian (Veneta); comprar
Carolina, de Sirlene Barbosa e João Pinheiro (Veneta); comprar
Castanha do Pará, de Gidalti Oliveira Moura Júnior (independente); comprar
Coisas de Adornar Paredes, de José Aguiar (Quadrinhofilia); comprar
Hinário Nacional, de Marcello Quintanilha (Veneta); comprar
Hitomi de George Schall e Ricardo Hirsch (Balão Editorial); comprar
Quadrinhos dos Anos 10, de André Dahmer (Quadrinhos na Cia.); comprar
Rasga-mortalhas, de Diogo Bercito e Pedro Vergani (Zarabatana); comprar
Savana de Pedra, de Felipe Castilho, Tainan Rocha e Wagner Willian (Astral Cultural); comprar
Você é um babaca, Bernardo, de Alexandre S. Lourenço (Mino). comprar
Para a lista completa, com os indicados em todas as categorias, clique aqui.

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Catarse - "O que o mar me contou" - Julio Almeida e Letícia Pereira

Divulgação

“O que o mar me contou” é um quadrinho sobre auto estima, sobre conhecer a si mesmo,
enfrentar seus medos e sentimentos e encontrar alegria na vida! Parceria dos ilustradores
Julio Almeida e Letícia Pereira, é o primeiro quadrinho de ambos, que está no Catarse
buscando financiamento coletivo para tornar real a impressão do livro.

O quadrinho conta a história da Nina, uma garotinha negra que AMA nadar e tem
empolgação por tudo relacionado a essa paixão. No colégio Nina tem fascinação pelas
aulas de natação e se torna uma das melhores nadadoras da sua escola, mesmo ainda
criança. Mas apesar de ser sempre alegre e espontânea começa enxergar a negatividade
no mundo quando é exposta a algumas agressões morais de bulling e preconceito que aos
poucos faz com ela desanime e se sinta desconfortável na escola. Dessa forma a água que
era seu lugar de conforto, onde se sentia livre, forte e destemida se torna um gatilho pra
tristeza e negatividade.

Ao que a história avança para a sua adolescência a personalidade de Nina muda por conta
de toda a carga emocional que absorveu ao longos dos últimos anos em que parecia não se
conhecer e entender o seu real lugar no mundo.

Numa viagem a praia , que veio como presente, Nina, vai entrar em contato com sua versão
criança, ainda inocente e espontânea, e passar a questionar seus próprios sentimentos,
enfrentar os seus medos e se conhecer numa aventura lúdica e fantasiosa pelo fundo do
mar.

A história vem pra engrossar um coro: “ACREDITE EM SI MESMO E SIGA EM FRENTE!”.
A proposta dos autores é criar, com o quadrinho, um espaço onde as pessoas possam
refletir sobre o impacto do preconceito na vida de uma criança, de um jovem, das pessoas
em geral e dar força pra todos se sentirem mais seguros com seus corpos, peculiaridades e
individualidades!

A campanha do Catarse se iniciou 02/10 e vem crescendo! Pra apoiar e conhecer o projeto
é só acessar o link catarse.me/oqueomarmecontou . Todo apoio é válido e está rolando
recompensas com valores promocionais e de vários brindes legais! Tem ecobags, PINs
metalizados e até Action Figure em resina da protagonista Nina. Além de ser uma boa
oportunidade de conseguir aquarelas originais dos dois autores! Então ajudem o projeto,
vale super a pena! A campanha tá linda, e foi produzida com muito carinho!

Queremos com esse quadrinho engrossar um coro: “ACREDITE EM SI MESMO E SIGA EM
FRENTE!”, queremos criar um espaço de leitura onde as pessoas possam estar mais
seguras com seus próprios corpos, peculiaridades e individualidades.

Links úteis de portfólio dos artistas
Campanha no Catarse : https://www.catarse.me/oqueomarmecontou
Julio Almeida : Fanpage https://www.facebook.com/juilustra/ ; tumblr ilustraju.tumblr.com ;
Facebook pessoal https://www.facebook.com/julio.alm ; Email ilustracaojulio@gmail.com
Letícia Pereira: Fanpage https://www.facebook.com/JardimdeTinta/ ; Facebook pessoal

https://www.facebook.com/leticiaS.pereir ; Email leticiaspereira57@gmail.com
(Release)

Câmara Brasileira do Livro divulga resultados da 1ª fase do Prêmio Jabuti 2017


Apuração revelou os 10 finalistas das 29 categorias do prêmio, entre os 2.346 inscritos
A Câmara Brasileira do Livro (CBL) realizou hoje (3), a primeira fase de apuração do 59º Prêmio Jabuti. Nesta, foram selecionados os finalistas das 29 categorias do prêmio, entre os 2.346 inscritos. O júri foi indicado pelo mercado editorial e validado pelo Conselho Curador do Prêmio, composto pelo curador Luiz Armando Bagolin, Jair Marcatti, professor da Escola Superior de propaganda e Marketing (ESPM) e coordenador do Observatório de Economia Criativa da mesma instituição, Luis Carlos de Menezes, professor sênior do Instituto de Física da Universidade de São Paulo e Coordenador Acadêmico da Faculdade SESI/SP de educação, Pedro Almeida, Publisher, jornalista e professor de literatura, e Eduardo Jardim, filósofo, professor, autor e vencedor do Livro do Ano de 2016.
A relação de finalistas foi validada pelo Conselho Curador e pela Auditoria Ecovis Pemom, e já está disponível em www.premiojabuti.com.br/apuracao/f1.
Para esta edição, o Prêmio Jabuti trouxe como novidade duas categorias que se juntaram às vinte e sete já existentes: “História em Quadrinhos” e “Livro Brasileiro Publicado no Exterior”. Segundo o curador, a criação dessas categorias demonstra o novo momento que o prêmio e a literatura estão vivendo: “Existem várias formas de contar uma mesma história. Ela pode vir por desenhos, por palavras, em português, em outras línguas. O importante é valorizarmos todas essas formas de contar. Criar essas novas categorias era essencial para mostrarmos a força de nossa produção editorial, representada pela riqueza que o brasileiro produz”. A segunda fase do prêmio avaliará e atribuirá notas a todas as obras finalistas da primeira fase. As três obras que receberem a maior pontuação dos jurados na segunda etapa, no dia 31 de outubro, serão consideradas vencedoras em sua categoria, em primeiro, segundo e terceiro lugares.
A cerimônia de entrega do Jabuti acontecerá dia 30 de novembro, no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer. Os primeiros colocados de todas as categorias que compõem o prêmio receberão o troféu Jabuti e R$ 3,5 mil; também os vencedores dos segundos e terceiros lugares ganharão o troféu. Neste dia, também serão revelados os vencedores do Livro do Ano - Ficção e Livro do Ano - Não Ficção que serão comtemplados, individualmente, com o prêmio de R$ 35 mil, além da estatueta dourada. (Release)

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Catarse - Combo Rangers - Última edição da trilogia



Após as publicações de Combo Rangers – Somos Heróis (2013) e Combo Rangers – Somos Humanos (2015), a trilogia chegará ao fim com o lançamento de Combo Rangers – Somos Iguais.
O projeto do criador dos personagens, Fábio Yabu, está disponível em uma campanha de financiamento coletivo no Catarse e oferece diferentes opções de apoio, com recompensas que incluem a versão digital do volume, a edição impressa e autografada e brindes. Os desenhos são de Michel Borges.
Na trama, os cinco amigos e heróis Lisa, Tati, Fox, Kiko e Ken terão a chance de reencontrar Luke, mas também precisarão enfrentar um vilão do passado. Após os eventos narrados nas edições anteriores, os Combo Rangers são levados para mais uma missão, na qual terão um novo desafio: provar que somos iguais.
Combo Rangers – Somos Iguais será lançado pela Editora JBC em dezembro deste ano, durante a CCXP– Comic Con Experience.
Para saber mais do projeto e as opções de apoio, clique aqui.
Fonte: UniversoHQ

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Efeito HQ é novo livro on-line da dupla Sonia Luyten e Jal

Divulgação

Problemas com matemática na sala de aula? Aplique Efeito HQ! Problemas de violência no colégio? Aplique Efeito HQ! Problemas com a criatividade de seus alunos? Aplique Efeito HQ!

A proposta do livro, lançado dentro da premiação do 29º Troféu HQMIX ocorrida no último domingo (17), é para que os professores e educadores consigam um melhor desempenho de seus alunos em qualquer disciplina na escola.

A professora Dra. Sonia Luyten e o cartunista José Alberto Lovetro (JAL), autores do livro, se basearam em pesquisas dentro de escolas públicas e particulares nos últimos anos com uma resposta de mais de 10% de evolução dos alunos na absorção de conteúdo de qualquer matéria.

Para alunos que demonstram pouco interesse nos estudos, essa percentagem sobe de 30% a 100% de evolução. Isso acontece porque a linguagem dos quadrinhos e humor gráfico é próxima ao entendimento de crianças e jovens.

“Há uma aproximação entre professor e aluno e uma atitude positiva ao ensino, o que resulta em um aproveitamento eficaz e superior dos estudantes na sala de aula. Qual o custo de implantação? Zero. Apenas papel e lápis e uma orientação aos professores que passam para os alunos”, explica o cartunista e presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil, JAL.

A professora e doutora em comunicação, Sonia Bibe Luyten, pioneira na implantação do estudo de editoração de quadrinhos na Escola de Comunicações e Artes da USP em 1972, teve experiências internacionais sobre o tema em suas aulas por sete anos em universidades japonesas e mais sete anos em universidades da Europa, diz:

“A linguagem dos quadrinhos é mágica e a melhor ferramenta para se conseguir a atenção das crianças e jovens no ensino. Fora do Brasil já é uma prática bem desenvolvida. Esperamos anos para publicar esse livro para ser o mais simples possível para o entendimento dos professores”.

A ideia de ser colocado gratuitamente para professores e educadores, veio depois de uma experiência que os autores tiveram dentro de duas escolas da periferia de São Paulo cedidas pela Secretaria de Educação do Município de São Paulo anos atrás.

“Foram três meses explicando aos diretores, professores e alunos para aplicarem exercícios com a linguagem dos quadrinhos para os problemas que enfrentavam na sala de aula. Com isso, vimos as dificuldades que os professores têm na prática e mudamos nossa ideia de publicação. Haviam várias editoras interessadas em publicarem de forma impressa, mas pensamos que para melhorarmos imediatamente o ensino no País é necessário facilitar de todas as formas esse processo”, completa JAL.

“Dessa forma virtual, estamos lançando um livro vivo e up-to-date, pois na relação com os professores e suas experiências práticas, podemos mexer e atualizar o conteúdo a qualquer momento”, lembra Sonia Luyten.

Para educadores e professores baixarem gratuitamente o livro basta se inscreverem no site www.efeitohq.com. Haverá também um caderno de exercícios prático disponibilizado para que possa ser baixado e reproduzido para uso com os alunos na sala de aula. Será liberado o uso não comercial desse material para facilitar o trabalho de implantação pelos professores. Os inscritos serão avisados sobre a ampliação do livro e troca de experiências práticas entre eles por todo Brasil. 

Fotografia - Projeto Envelope Amarelo - Fotógrafo Oliveira França - Campinas - SP.

Os aspectos positivos e negativos da região central, da cidade, impressos em 40 imagens

O Espaço Folha, localizado na Vila Industrial, receberá no dia 7 de outubro de 2017 a partir das 16h a exposição fotográfica intitulada Projeto Envelope Amarelo, do fotografo Oliveira França. A mostra possui 40 imagens e tem como proposição; trazer a reflexão sobre a vida em sociedade a partir do ponto de vista de cada um dos participantes do projeto.  Também suas opiniões sobre os aspectos positivos e negativos da região central da cidade e, então, demonstrar que a convivência entre diferentes proporciona uma vida mais cidadã, com mais tolerância, respeito e senso de comunidade.

O projeto
Entre os meses de abril e junho de 2016 foram deixados 285 envelopes de cor amarela sobre esculturas, muros e construções, bancos, praças e outros locais da região central de Campinas. Cada um dos envelopes distribuídos aleatoriamente continha instruções e meios de contato, para marcar entrevista e fotos para a exposição. As questões da entrevista giraram em torno de dados pessoais como nome, trabalho e origens familiares.  Também questionava sobre quais eram as principais qualidades e defeitos da região central de Campinas, principalmente as associadas as relações humanas. O objetivo (que foi alcançado) era que 20 pessoas fossem entrevistadas e fotografadas para o projeto fotográfico. A região central de qualquer cidade reflete sua dinâmica social com suas nuances e contrastes.
O Projeto Envelope Amarelo cria uma narrativa com parte dos atores sociais que circulam pelo centro, a começar de um contato inicial inusitado. E ao mesmo tempo, proporciona o compartilhamento das opiniões das pessoas selecionadas, a partir do envelope encontrado, em relação ao que é comumente chamado de “o coração da cidade”, considerando-se os seus aspectos positivos e negativos, principalmente quanto ao relacionamento dos selecionados com outras pessoas que também circulam pela região central.
Assim como o retrato de cada participante estará na exposição, os seus pensamentos também integrarão a mostra. O visitante da exposição poderá visualizar e refletir sobre a dinâmica social do centro da cidade.

Sem apoio da Secretaria de Cultura
O Projeto Envelope Amarelo é um dos 76 projetos contemplados pelo edital do FICC (Fundo de Investimentos Culturais de Campinas) de 2015/2016, a lei de fomento à cultura da cidade, único edital público de seleção para financiamento de projetos culturais de Campinas e, como os outros contemplados o projeto não recebeu a verba garantida da Secretaria de Cultura de Campinas para a realização do projeto. Apesar das dificuldades o fotografo seguiu com sua proposta fazendo algumas adequações orçamentárias para conseguir realizá-lo.  Segundo França; “Fazer a exposição acontecer mesmo sem o apoio garantido por lei é respeitar o tempo dos participantes do projeto (que fizeram as entrevistas e fotos há mais de um ano) e também dar vazão para que outros projetos que tenho engavetados possam também ver a luz do dia e serem exibidos”

Oliveira França
O fotografo é formado em Sociologia pela UNICAMP e faz cobertura independente de manifestações e protestos de rua desde 2010. Também atua como fotógrafo de eventos culturais e como arte-educador em fotografia.
Em sua carreira destacam-se os seguintes trabalhos fotográficos:
-Fotógrafo e organizador da exposição itinerante independente “Manifestação Fotográfica” com imagens sobre as manifestações de protesto de junho/julho de 2013 em Campinas - em parceria com o fotógrafo Rodrigo Marques;
Idealizador e responsável pelo Concurso “Fim do Mundo / Fim dos Clics” em parceria com o Museu da Imagem e do Som (MIS) de Campinas, 2012;
Organizador e divulgador dos Concursos Nacionais de Fotografia da ONG SOS Ação Mulher e Família a partir de 2013 e nas 5 edições até então (em parceria com a própria ONG e com o SENAC);
Organizador e divulgador, em conjunto com o NUFCA (Núcleo de Fotografia de Campinas), da semana do Ciclo de Palestras Imagens de um Sonho – programação especial sobre fotografia e seus campos e vertentes onde fotógrafos de destaque da região são convidados para falar sobre fotografia;
Oficina de Fotografia para a ONG SOS Ação Mulher e Família (Fotógrafas inspiradoras, suas vidas e suas imagens) - em outubro de 2015;
Oficina de Fotografia para o Projeto Vozerio (vencedor do FICC 2014) - em maio de 2015; Arte-educador de Fotografia e Edição Digital pela Prefeitura Municipal de Hortolândia 2014/15;
Arte-educador de Fotografia pela ONG Casa Santana – Instituição que atua no atendimento psicossocial e na formação sociocultural de jovens em situação de risco social 2013/15;
Delegado Estadual de Cultura – 1 dos 5 representantes de Campinas na última Conferência Estadual de Cultura em São Paulo em 2013.

PROJETO ENVELOPE AMARELO DO FOTÓGRAFO OLIVEIRA FRANÇA
Espaço Folha
Abertura: de 7 de outubro a partir das 16h até às 19h
Visitação: de 09 a 21 de outubro, com agendamento pelo telefone (19) 99663-5132
Endereço do Espaço Folha:
Local: Rua Doutor Salles de Oliveira, 1383, Vila Industrial, Campinas, SP

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Exposição - Traços - Braga Câmara - Recife


Com entrada gratuita, será realizada no Ambiente Cultural 243 ( Avenida Santos Dumont, 243, Aflitos, Recife/PE) a exposição TRAÇOS, com artes do quadrinista e ilustrador Braga Câmara (Capitão Alfa).

Na mostra, as pinturas revelam o olhar do artista voltado para o nordeste, onde cada traço traz um misto de técnica, ora com bico de pena ora com acrílica.

Apesar de não trabalhar com uma temática especifica, é possível perceber o amor ao povo nordestino nas artes a mostra, destaca-se o cangaceiro com sua expressão forte e um olhar penetrante tão castigado pelo sol e trabalho.  Cenas do cotidiano, caracterizadas pelas curvas, contornos irregulares e traços fortes também são fontes de inspiração na exposição. A natureza em seu elemento marítimo não foi esquecida – Peixes, na percepção ficção cientifica, são apresentados nos detalhes das linhas, curvas e na imaginação.

A artes ganham NOMEAÇÃO SEM TITULO, para que o observador possa refletir e fazer uma livre associação.

A expo será lançada no dia 06 de Outubro, às 19h30, o espaço Ambiente Cultural 243 é aberto de Segunda a sexta, das 16h às 22h. Fonte: ZineBrasil

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Vencedores do 10º Concurso Cultural da Turma do Gabi - Desenho serão divulgados no dia 23.

Divulgação

Os trabalhos vencedores do 10º Concurso Cultural da Turma do Gabi - Desenho serão
divulgados no próximo dia 23 e estarão no site: www.turmadogabi.com.br.

Os desenhos premiados e os selecionados estarão expostos no Shopping Parque Mall Indaiatuba, do dia 02 a 31 de outubro, durante o horário de funcionamento.

Este ano, o concurso teve 150 inscritos da cidade de Indaiatuba e de várias outras cidades brasileiras.

O tema escolhido deste ano foi “Turma do Gabi”.

Os trabalhos foram selecionados pelos seguintes jurados: Walter Caldeira (Artista Plástico, Ilustrador e arte-educador), Thelma Regina Fulanetti (Artista Plástica) e Moacir Torres (Cartunista, Escritor e arte-educador).

Dentre os 71 desenhos escolhidos para a exposição, foram definidos os três premiados e três menções honrosas nas categorias de 9 e 10 anos, 11 e 12 anos, 13 e 14 anos.

Cada ganhador receberá um Tablet e as menções receberão um Kit com Revistas e Livros da Turma do Gabi.

O 10º Concurso Cultural da Turma do Gabi tem como apoiadores: Parque Mall, Colégio Episteme, Yázigi Indaiatuba e Auto Escola Cecap.

SERVIÇO:
Exposição: Parque Mall Indaiatuba
(Rua das Primaveras, 1050, J. Pau Preto)
De 02 a 31 de outubro
Realização: Estúdio EMT

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Projetos selecionados no ProAC 2017


O Diário Oficial divulgou hoje, dia 15 de setembro, os projetos que serão contemplados pelo ProAC – Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo, no Concurso de Apoio a Projetos de Criação e Publicação de Histórias em Quadrinhos no Estado de São Paulo, em 2017.
ProAC
Este ano, o número de contemplados subiu para 14 projetos (em 2016, foram 12), sendo no mínimo 7 de outras cidades do Estado de São Paulo, sem contar a capital.
Além disso, foi determinado pelo regulamento que 8 dos proponentes selecionados fossem estreantes (pessoas que nunca tivessem publicado uma HQ), sendo 4 do interior e 4 da capital.
Cada projeto contemplado ganhará 40 mil reais para o material ser publicado. São eles, sem qualquer ordem classificatória:

Projetos vencedores da capital – Não estreantes
O maestro, o cuco e a lenda, de Wagner Willian Menezes de Araújo;
O último assalto, de Daniel Esteves Macedo Pereira;
A irmandade bege, de Rogerio da Cruz Kuroda.
Projetos vencedores de outras cidades do Estado – Não estreantes
Djanira, de Luiz Carlos Fernandes, de Santo André;
Adágio, de Felipe Prado Gonçalves Cagno, de Barueri;
O crime do restaurante chinês, de Edevilson Fonseca Guilherme, de Holambra;
O segredo de Baba Ganush, de Caio de Paula Souza, de Valinhos.
Projetos vencedores da capital – Estreantes
The end, de Marcelo Amélio de Castro;
Duas lâminas, de Bruno Marques Freire;
Ökami, de Patricia Keiko Kawati.
Projetos vencedores de outras cidades do Estado – Estreantes
Nobre/Lobo, de João Gabriel Gallo Martins Carreteiro, de Cosmópolis;
Reino vazio, de Claudio Alves Gomes Sampaio, de Diadema;
Procissão, de Vinicius França Velo, de Piracicaba;
The Guardian: Em busca da luz, de Gustavo Piacentini, de Piracicaba.
Vale frisar que os projetos selecionados só receberão a verba após a análise da documentação, que também foi enviada no momento da inscrição. Caso haja algum impedimento, o candidato perde a vaga, que é herdada por um dos suplentes. Este ano, foram indicados 14 suplentes (descritos abaixo por ordem de classificação), para o caso de algum titular ser desclassificado.
Projetos suplentes da capital – Não estreantes
Roseira, medalha, engenho e outras histórias, de Jefferson Ferreira Costa;
Divino mundanismo, de Ronaldo Silva Nonato Filho;
Cyberpink, de Aluísio Cervelle Santos.
Projetos suplentes de outras cidades do Estado – Não estreantes
Jambocks! – Sentando a pua na Itália, de Celso Oliveira Menezes, de Itanhaém;
O lobo do homem, de Marcos Leandro de Oliveira, de São Carlos;
O cramulhão e o desencarnado, de Gilmar Machado Barbosa, de Santo André;
Tate-Rei – Revolta em Paty, de Eduardo Vetillo, de Barueri.
Projetos suplentes da capital – Estreantes
A casa da lua cheia, de Natália Guimarães Serrano;
O ouro do dragão, de Victor Tuzi Negreiro ;
Odisseia naftalina, de Marcel Camargo Melfi.
Projetos suplentes de outras cidades do Estado – Estreantes
O andarilho, de Alexandre Costa, de São José do Rio Preto;
Pantanal, de Welton Santos, de Santo André;
Enxerto, de Beatriz Linhares Machado Marchi, de Campinas;
Ratos de estação, de Ellen Gabriel Rodrigues, de Santo André.

A comissão deste ano foi presidida por Hernando Lima dos Santos (da Secretaria de Cultura de São Paulo), Gustavo Fernochi (também da Secretaria), o quadrinhista Wilson André Filho, mais conhecido como Will, Sidney Gusman (editor da Mauricio de Sousa Produções e editor-chefe do Universo HQ) e Lilia Olmedo Monteiro. Fonte: UniversoHQ

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Sucesso marca 1ª HQ FEST em Indaiatuba

Luke Ross (Marvel) e Moacir Torres (Organizador)

No último sábado (16/9), a 1ª HQ FEST reuniu milhares de pessoas da região de Indaiatuba no Parque Mall para prestigiarem os mais de 60 quadrinhistas brasileiros participantes, entre outras atrações promovidas pelo evento.

Foram nove horas de movimento intenso para compra de revistas de histórias em quadrinhos autorais e prints de heróis feitos pelos autores presentes.

Os visitantes ainda puderam conferir as palestras proferidas pelo jornalista Marcos Kimura, pelo editor da Editora Abril, Paulo Maffia e pelo quadrinhista da Marvel Luke Ross, que recebeu os fãs com muita educação e profissionalismo.

Os visitantes conferiram também a “Exposição dos 40 Anos da Turma do Gabi”, montada na entrada principal do Shopping, e tiraram fotos com o boneco do personagem Gabi.

O encontro contou com a presença de diversos cosplays que deram um colorido especial ao evento, tirando fotos com os artistas e com o público. No final, encerraram a HQ FEST com um desfile.

Sem dúvida a primeira edição da HQ FEST foi um sucesso, tanto para os organizadores como para os artistas participantes e visitantes.

Para 2018, o Estúdio EMT, criador e organizador do evento, pretende trazer muito mais novidades.

A equipe EMT agradece o apoio do Parque Mall, da Editora Abril, do Colégio Episteme, do Geek´s Bar, da Nerd Interior e da agência de conteúdo EP Grupo.


SERVIÇO
HQ FEST Indaiatuba
Realização: Estúdio EMT
Apoio/Local: Parque Mall